6º Abra - te à Restauração

Encontro de Cura e Libertação - 9 de Novembro - 2014(!

Salmo dos dias: 10,08,07, 06 ,05 e 03 de Novembro de 2014

SEGUNDA-FEIRA, 10 DE NOVEMBRO DE 2014












Salmo 23

Este salmo nos diz que tudo é de Deus, e todos que praticam a bondade, a justiça e são tementes a Deus herdarão o reino dos céus.

 


música integrante do CD Entoai Salmos da Canção Nova

A      Bm7     C#m7 Em7 A7(4) D9                 E/D       C#m7 Em7 A7
É assim a geração             dos buscam vossa face, ó Senhor
  D9                       E/D   C#m7 F#m7 Bm7      Dm7 A   E7(4)
Dos buscam vossa face, ó Senhor      Deus de   Israel


A                              Bm7                      C#m7  Em7 A7
Ao Senhor pertence a terra e o que ela encerra
              D9                  E/D                C#m7 Em7  A7
O mundo inteiro com os seres que o povoam
D9                         E                    F#m7 F#m7/E B/D#
Porque ele a tornou firme sobre os mares
Bm7                  C#m7  D9          D/E
E sobre as águas a mantém inabalável


Quem subirá até o monte do Senhor
Quem ficará em sua santa habitação
Quem tem mãos puras e inocente coração
Quem não dirige a sua mente para o crime


Sobre este desce a benção do Senhor
E a recompensa de seu Deus e Salvador
É assim a geração dos que o procuram
E do Deus de Israel buscam a face

SÁBADO, 8 DE NOVEMBRO DE 2014

Salmo 111

Este salmo nos mostra que toda a existência do justo tem como ponto de partida o temor de Deus. Esse temor se manifesta nas relações sociais fraternas e justas. 




*salmo entoado por Sandra, da paróquia Santo Expedito no retiro de carnaval de 2011

           E                                              B
Feliz aquele que respeita o Senhor!
          A                       B                    E
Feliz aquele que respeita o Senhor!



             E                                               B
Feliz o homem que respeita o Senhor 
           A                                      B
e que ama com carinho a sua lei! 
                    E                                               B
Sua descendência será forte sobre a terra, 
              A                B                              E
abençoada a geração dos homens retos! (R)



Haverá glória e riqueza em sua casa, 
e permanece para sempre o bem que fez. 
Ele é correto, generoso e compassivo, 
como luz brilha nas trevas para os justos. (R)


Ele reparte com os pobres os seus bens, 
permanece para sempre o bem que fez, 
e crescerão a sua glória e seu poder. 

SEXTA-FEIRA, 7 DE NOVEMBRO DE 2014

Salmo 121

Canto de alegria e louvor a nosso Deus pelos dias harmoniosos de nossas vidas.



*melodia disponibilizada por Arquidiocese de Goiania GO.
para extrair o mp3 deste video, sugiro http://www.youtube-mp3.org/pt


C                                                  G
Que alegria, quando me disseram: 
               G7                     C
Vamos à casa do Senhor!
C                                                  G
Que alegria, quando me disseram: 
                 F      G7               C
Vamos à casa do Senhor!



C                                                                    G
Que alegria, quando ouvi que me disseram: 
                  G7                     C
“Vamos à casa do Senhor!” 
C7                                               F
E agora nossos pés já se detêm, 
           G                              C
Jerusalém, em tuas portas.   (R)


Jerusalém, cidade bem edificada 
num conjunto harmonioso; 
para lá sobem as tribos de Israel, 
as tribos do Senhor.  (R)


Para louvar, segundo a lei de Israel, 
o nome do Senhor. 
A sede da justiça lá está 
e o trono de Davi.  (R)

QUINTA-FEIRA, 6 DE NOVEMBRO DE 2014

salmo 104

Este salmo dá glorias ao Senhor, porque suas promessas foram cumpridas. 









marcio - melodia, voz solo, guitarra base
leandro leôncio - guitarra solo
leandro - baixo e resposta


C                   Em    F            G                  C     G7
Exulte o coração dos que buscam o Senhor!
C                   Em    F            G                  C    
Exulte o coração dos que buscam o Senhor!


Am                Em
Cantai, entoai salmos para ele,
Am                     Em
publicai todas as suas maravilhas!
Dm      F                G
Gloriai-vos em seu nome que é santo,
Dm F          G                               G7

exulte o coração que busca a Deus!    (R)




Procurai o Senhor Deus e seu poder,
buscai constantemente a sua face!
Lembrai as maravilhas que ele fez,
 seus prodígios e as palavras de seus lábios!    (R)

Descendentes de Abraão, seu servidor,
e filhos de Jacó, seu escolhido,
ele mesmo, o Senhor, é nosso Deus,
vigoram suas leis em toda a terra.  (R)

QUARTA-FEIRA, 5 DE NOVEMBRO DE 2014

salmo 26

Neste salmo vemos que a confiança plena no Senhor, nos dá força e coragem para vencermos os obstáculos da vida, nos faz encarar com naturalidade o nosso dia-dia, sabedores que somos da recompensa que teremos na casa do Senhor.


Musica do CD "Salmos volume 1" de Adrielle Lopes




         Bm                                A
O Senhor é minha luz e salvação. 
           Bm                                      A
O Senhor é a proteção da minha vida.


Bm                                         A
O Senhor é minha luz e salvação; 
Bm                             A
de quem eu terei medo? 
Bm                                                   A
O Senhor é a proteção da minha vida; 
             Bm     G             A
perante quem eu tremerei? (R)


Ao Senhor eu peço apenas uma coisa, 
e é só isto que eu desejo:
habitar no santuário do Senhor 
por toda a minha vida; 
saborear a suavidade do Senhor
e contemplá-lo no seu tempo. (R)

Sei que a bondade do Senhor 
eu hei de ver na terra dos viventes. 
Espera no Senhor e tem coragem,
espera no Senhor.

SEGUNDA-FEIRA, 3 DE NOVEMBRO DE 2014

salmo 130

Este salmo nos diz que a verdadeira paz se encontra nas coisas simples, que são as coisas de Deus.


* melodia adaptada de Salmo entoado em Missa na Comunidade Canção Nova.



Leandro - voz e arranjos



D              F#m/C#m   Bm               G   D/A     E
Guardai-me,           em paz, junto a vós, ó Senhor!
D              F#m/C#m   Bm               G   A         D
Guardai-me,           em paz, junto a vós, ó Senhor!

     D                                          Bm
Senhor, meu coração não é orgulhoso,
            G                                  A
nem se eleva arrogante o meu olhar;
     D                                  Bm
não ando à procura de grandezas,
      G                                   A
nem tenho pretensões ambiciosas!   


      D                                  Bm

Fiz calar e sossegar a minha alma;
       G                                        A
ela está em grande paz dentro de mim,
                D                                     Bm
como a criança bem tranquila, amamentada
     G                                   A
no regaço acolhedor de sua mãe.  



D                               Bm
Confia no Senhor, ó Israel,
        G                                  A
desde agora e por toda a eternidade!



Disponibilizado originalmente no blog Cante Salmos

Missa com a crianças - Dia de Finados - 02 de Novembro de 2014

Finados


Acolhida – Boa noite, queridas crianças. Boa noite a todos aqui presentes. Sejam todos muito bem vindos a esta celebração.


Hoje, de uma forma especial, o evangelho vem nos mostrar o quanto de humano Jesus era. Jesus fala, Jesus prega, Jesus realiza grandes obras e Jesus chora, chora porque sente na carne a dor da perda de alguém que ele amava muito, muito.

Deixa-me explicar isso direito.

É que Jesus era muito amigo de Marta, Maria e Lázaro que eram todos irmãos.

Um dia, Lázaro ficou muito doente e suas irmãs mandaram chamar a Jesus. Só que quando Jesus chegou à casa de Lázaro, ele já estava morto há quatro dias.

Então, Marta, disse a Jesus que se ele estivesse ali antes, seu irmão não teria morrido. E sabem o que foi que Jesus respondeu a ela?Que Ele era a ressurreição e todos que acreditavam nele, jamais morreriam – perguntou se ela assim também acreditava que Ele era o Senhor da vida e da morte.

Ela disse que sim, que Ele era o filho amado de Deus e que tudo podia.

Nesse momento, crianças, Jesus foi até o túmulo de Lázaro. Chegando lá ele teve um gesto muito humano, vendo que seu amigo estava morto, Ele chorou ao vê-lo. (já até fedia, né).

Naquele momento, Jesus elevou seus olhos ao céu e pediu ao Pai que lhe concedesse o pedido, que ele pudesse dar vida novamente a Lázaro, seu grande amigo.

Então crianças, ele mandou que a pedra fosse tirada e gritou para Lázaro.

_Oh, Lázaro, meu amigo. Venha, levante-se e ande.

Vocês podem até não acreditar, crianças. Mas foi isso mesmo que aconteceu. Lázaro que estava morto, através do grande amor de Jesus, ressuscitou, levantou todo atado e andou.

E foi aquela festa para que todos pudessem crer que Deus é o dono da vida e da morte e que através de Jesus, todos nós também um dia ressuscitaremos para a vida eterna. Amém.

De pé, com a alegria do cristão, vamos cantar saudando a Jesus de todos nós.

Ato penitencial –

Falando em mortes e ressurreição... É bom lembrarmos nesta quaresma que já está quase terminando as condições em que precisamos também para ressuscitar, ou seja, dar vida nova ao que é velho.

Quantas coisas erradas temos vivido, hein, crianças? Erros que nos deixam mortos no amor e bem vivos para o pecado...

Muitas vezes estamos vivos demais para o egoísmo, para o orgulho e mortinhos para a bondade, para a partilha.

Quantas não são às vezes, que nos sentimos atados, amarrados demais pra ajudar ao irmão, ou a nossa mãe em suas tarefas, ou vir à missa e, estamos bem vivos para ir à lagoa, pra bater uma bolinha, pra diversão, para falar horas a fio no celular. ficar por um dia na frente do computador...

É muitas também são as vezes que caminhamos como zumbis pelas ruas, nos esquecendo dos caídos, dos necessitados e dos sofridos, mas jamais nos esquecendo e nos mantendo bem vivos para uma boa briga, uma tremenda intriga e umas boas mentiras, prejudicando os outros.

Deixamos muitas vezes de proferir palavras de amor pra gritarmos palavras de dor, de violência, de desordem e ódio.

Não nos importando com os outros vamos matando os bons sentimentos e revivendo sentimentos de morte nos pecados que cometemos, porque o salário do pecado é este, a morte.

__ Ah, Senhor, hoje não queremos provocar morte em ninguém, queremos ser veículos de vida como o Senhor foi para Lázaro e queremos que nos perdoe de nossos pecados nos fazendo reviver para a vida eterna. Por isso, nós te pedimos perdão, cantando.

Leitura – Este é o momento da nossa leitura. É Deus trazendo a luz da vida a todos nós.

Hoje ele nos dá o seu Espírito, que nos conduz a nossa história e nos ilumina pelos caminhos da vida.
Ouçamos atentamente essas bonitas palavras do pai.

Aclamação- Agora, crianças, o padre irá contar com detalhes à história que o próprio Jesus vivenciou ao lado de seus amigos. A ressurreição de Lázaro acende ainda mais nossa fé em acreditar na vida nova, mas antes de ouvi-la, vamos ficar todos de pé e cantar com muita alegria.

Preces

1. Ó pai, cumulai a vossa Igreja da mesma fé que levou Santa Marta a acreditar no poder de Jesus e a professar sua fé.
T: Atendei, Senhor, nosso clamor.

2. Ajudai a cada um de nós a crer na ressurreição e a compreender sua dimensão pascal no dia a dia, através da escolha pela vida como nos pede a Campanha da Fraternidade.

3- lembre o Pai de nossas crianças e lance sobre elas a  sua benção , que elas conheçam a sua luz e sempre andem por ela , superando as dificuldades encontradas , na certeza de que o Senhor caminha com cada uma delas .nós te pedimos

4- Pedimos Senhor por todos aqui presentes nessa celebração que trouxeram sua fé para comungar junto aos irmãos , que ela aumente e fortaleça na busca da perfeição diária nos ensinando a seguir seus passos de amor e ressurreição  ,nos te pedimos

Ofertório – Então sabemos que o grande presente de Deus para todos nós é a vida eterna. Hoje Jesus veio nos provar isso.

E nós nos sentimos felizes, pois somos premiados com a vida e uma vida em abundância, que jamais se acaba, pelo contrário, melhora a cada momento em que estamos mais próximos de Deus.

Vamos oferecer ao Pai a chama da vida eterna em que acreditamos... o fogo da vida que jamais cessa em nós.

Vamos oferecer o sal da vida, o tempero de nossos dias, a dosagem de que tudo podemos dar vida nova, novo sabor.

Vamos oferecer o açúcar, representando a doçura com que devemos encarar todos os fatos. Mesmo vivendo de perdas é preciso ser doce para encontrarmos energia para continuarmos vivendo.

Vamos ofertar, água, que nos limpa do pecado e nos ajuda a sermos mais limpos também para a vida. Ela que é a ponte que  nos liga a Deus desde o inicio, desde o batismo.

Vamos oferecer a terra que nos fortalece, que nos debruçamos ao morrer, que dela vem o sustento de nossas vidas e que a ela entregamos nosso corpo , mas cheios de confiança que nossa alma retorna às suas mãos , Senhor .

Vamos oferecer a nossa vida, perfeita ou imperfeita, feita de risos e choros, de perdas e ganhos, de amor e de pecado, mas com muita vontade de acertar, de encontrar o caminho certo.

Junto ao pão e ao vinho, Senhor,seremos a oferta da vida nova que queremos buscar a cada dia.
Vamos todos cantar com muita alegria, o canto do ofertório.

Comunhão – chegou à hora de participarmos da mesa da eucaristia, onde recebemos o pão da vida que é Jesus. Vamos ao seu encontro cantando com muita alegria. Amém.

Ação de graças-  Pedir às crianças  que façam uma bonita oração ao pai, agradecendo o dom da vida, o valor que devemos dar a quem nos dá de presente a ressurreição, a confiança de que jamais estaremos sós na nossa caminhada. Deus ampara a todos nós. Deus nos ama. Deus cuida e nos ajuda a viver cada vez mais felizes ao seu lado.  Que sejamos de fato o que Deus espera de nós.

Historinha da semana:
A Folhinha Daniel


Técnica: Narração com transparências no retroprojetor
Personagens: Vozes diferenciadas para os personagens: 1- Narrador; 2- Daniel; 
3- Filó; 4- Mena; 5- Gui; 6- Lhermina


Narrador - Hoje nosso evangelho fala de viver, morrer, ressuscitar... Jesus, que tem poder sobre a vida e a morte. E a gente pode dizer: morrer é muito ruim! Ninguém quer morrer, não! E foi por isso que me lembrei da história da folhinha Daniel.

Tudo aconteceu na grande floresta... Na grande árvore da Vida... Dela nasceram muitas folhinhas... Tinha a Filó... a Mena... a Gui... a Lhermina... a Teo e a Dolina... E tinha a mais sabida, que todos ouviam, a folhinha Daniel.

Eram todas folhas de uma mesma árvore, mas que mesmo parecidas, descobriram que não eram iguais...

Todos os dias o mestre Daniel ensinava às folhas.

Daniel - Irmãs, vocês são parte de uma árvore, que tem as raízes fortes escondidas debaixo da terra!

Narrador - Filó, a mais perguntadeira, disse:

Filó - E pra que serve a árvore?

Daniel - Ora... Ela dá abrigo aos passarinhos, dá sombra, dá frutos, renova o ar, ela embeleza... As pessoas vêm se sentar à sua sombra... As crianças... Esse é o propósito das árvores!

Filó - O que é propósito?

Daniel - É uma razão para existir... Tornar as coisas melhores para os outros é uma razão de existir. Como nos balançarmos no vento para abanar as pessoas que vêm fazer piqueniques... Dar uma sombra aos velhinhos... Isso tudo é uma razão para existir!...

Narrador - E o tempo foi passando... A primavera passou o verão... E chegou o outono trazendo seu friozinho... Então ocorreu uma grande transformação:

Filó - Veja Mena, acordei toda vermelha...

Mena - E eu, tô com uma laranja brilhante!

Gui - E eu! Estou amarelinha!

Lhermina - Vejam o Daniel está brilhando como ouro!

Narrador - A árvore estava linda... Mas todas as folhinhas começaram a perguntar a Daniel o porquê da mudança e tantas cores diferentes.

Daniel - Irmãzinhas, cada uma de nós é diferente, recebemos o sol de maneira diferente, estamos em lugares diferentes... E agora estamos vivendo o outono...

Narrador - E acontece uma coisa diferente... a brisa, que antes balançava as folhinhas fazendo-as dançar, agora parecia zangada e puxava as hastes das folhinhas fazendo muitas delas caírem.

Filó - O que está acontecendo? O que é isso?

Narrador - E Daniel explicou pacientemente.

Daniel - É isso que acontece no outono: é o momento em que as folhas mudam de casa... As pessoas chamam isso de morrer!

Filó - E todas nós vamos morrer um dia , Daniel?

Daniel - Vamos sim! Tudo morre... Grande ou pequeno... Fraco ou forte... Tudo morre! Primeiro, cumprimos a nossa missão e depois morremos.

Filó - Eu não vou morrer não... Você vai?

Daniel - Vou sim... Quando chegar o meu momento!

Filó - Tenho medo de morrer, Daniel!

Daniel - Isso é natural... Todos nós temos medo do que não conhecemos... Mas é preciso pensar que não tivemos medo quando a primavera se transformou em verão, e o verão em outono... Porque teríamos de Ter medo da estação da morte?

Filó - E pra onde vamos quando morremos?

Daniel - Mistério... Mas é importante sabermos que a vida sempre volta... Vamos nos encontrar depois no Grande Reino da Vida.

Filó - Então... se vamos morrer não era preciso viver. E porque viver então ?

Narrador - E Daniel, respondeu do seu jeito calmo de sempre:

Daniel - Pelo sol e pela lua, pelos tempos felizes que passamos juntos. Pela sombra... pelos outros  , pelos  velhinhos... pelas crianças... Pelas estações... Não é razão suficiente?

Narrador - E ao final daquela tarde, Daniel caiu a flutuar... Parecia sorrir enquanto caía e disse a Filó:

Daniel – Adeus... amiga , adeus por enquanto...

Narrador - E Filó ficando sozinha...sozinha ... a única que restava no galho... 
O inverno veio... Filó foi ficando mais frágil... Quando amanheceu veio o vento e arrancou Filó de seu galho... Não doeu... Ela sentiu que flutuava no ar, serena... Enquanto caía, ela viu a árvore por inteira pela primeira vez... Compreendeu que fazia parte de sua vida e sentiu orgulho disso. E viu que sua missão estava cumprida e adormeceu aos pés da árvore da vida.. isso então era a morte ? sim !!!

Mas havia também o despertar a grande vida prometida e então  ela  despertou para o Grande Reino, finalmente, onde a alegria reinava... Onde todos se encontravam e foi aquela festa...Ali , jamais iriam se separar .. Estavam juntas no paraíso prometido por Deus .



SANTA CLÁUDIA PRÓCULA (27/10)

VIDA DE SANTA CLÁUDIA PRÓCULA.


Em uma época politicamente efervescente, onde o pensamento masculino ditava as
regras, Cláudia Prócula surge para fazer a diferença e posteriormente ser citada, ainda que sua palavra não tenha sido levada em conta a quem foi destinada. Mas essa mulher provou "que Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes" (1 Co 1: 27b).
Não temos muitos detalhes a respeito de sua vida, mas podemos observar, por suas atitudes, que ela possuía o temor do Senhor. 
Em certo livro apócrifo, escrito por alguém cognominado Nicodemos, encontra-se a descrição da esposa de Pôncio Pilatos, governador romano na Judéia, por ocasião da crucificação de Jesus Cristo; sendo neta do imperador Augusto. Este livro afirma que ela era prosélita do Judaísmo, ou convertida ao Judaísmo, pertencendo à classe alta de mulheres da época. 
Cláudia Prócula teve papel importantíssimo nos últimos dias de Jesus Cristo, mas ficou quase que completamente de fora dos evangelhos. Apenas o evangelho de Mateus fala sobre ela. Em Mateus 27:19, lemos: 
"E estando assentado no tribunal, sua mulher mandou dizer-lhe: Não te envolvas na questão desse justo, porque muito sofri hoje em sonho por causa dele". 
Deus se revela a ela, possivelmente num sonho marcante, e lhe mostra que o "Rabi da Galiléia" era um homem justo. A alma dela angustiou-se ao pensar qual o destino dado a Jesus de Nazaré. 



O QUE NOS DIZ A HISTÓRIA:


Cláudia Prócula , esposa do Procurador Romano da Judéia , Pôncio Pilatos , é cultuada pelas igrejas cismáticas grega e etíope como santa, sua festa ocorre no dia 27 de Outubro.


Cláudia Prócula era oriunda da Gália e adquiriu a cidadania romana, de pleno direito, ao contrair matrimônio com Pilatos.


Outros autores especulam que ela seria ligada à poderosa familia Claudia, da qual era descendente Tibério e que teria sido a responsável pela ascensão de Pilatos.
Cláudia Prócula seria neta do imperador Augusto e filha ilegítima de Cláudia , a terceira esposa do imperador Tibério .


Cláudia acompanhou Pilatos à Palestina, desde os primeiros momentos; algo que era vedado pela "Lex Oppia ".


Interessou-se pela religião judaica . Ouviu falar de Jesus e ficou interessada em sua doutrina , através das pregações de João Batista.


A tradição conta que foi o Centurião de Cafarnaum quem falou pela primeira vez de Jesus a ela.
Cláudia Prócula fez diversas gestões junto a Pilatos em favor do Profeta Jesus de Nazaré.


S. Mateus é o único que relata os atos de Cláudia , mulher do Procurador da Judéia . Ela mandou dizer a Pilatos : "Não te imiscuas no caso desse justo, porque muito sofri hoje em sonhos por causa d'Ele.(Mt.27,19).


Os apócrifos afirmam que a resposta dos membros dos sinédrio a Pilatos sobre o sonho de Cláudia era - para eles - a confirmação de que Jesus era um mago. Nosso Senhor Jesus Cristo teria enviado uma mensagem em sonho a Cláudia, o que fez os membros do Sinédrio reforçarem a acusação de bruxaria contra ele.


Pilatos teria prometido a Cláudia que não condenaria Jesus.


Cláudia converteu-se ao cristianismo e colaborou com São Paulo em Roma e com os apóstolos na Palestina, segundo a tradição. Especula-se que a Cláudia mencionada na Epistola de Paulo a Timóteo seja Cláudia Prócula.


(II Tim., iv, 21)


A freira e vidente Anna Katerina Emmerick apresenta detalhes - a partir das suas visões místicas - sobre a participação de Cláudia Prócula no processo que envolveu a condenação de Jesus .




Santa Cláudia Prócula é santa da Igreja Ortodoxa e Copta, não encontrei orações a ela, mas foi uma mulher que acreditou em Deus, Ele a escolheu para que em sonho soubesse que JESUS CRISTO era Seu Filho, o Messias. Depois do fato, ela converteu-se e cooperou com os cristãos, por isto considerei justo que todos saibam de sua história e para quem quiser se aprofundar, leiam:






Autora: Antoinette May - Editora: Sextante

Música para o Domingo de Solenidade de Finados - 2 de Novembro de 2014

Comemoração de todos os fiéis defuntos


Os vídeos ou áudios aqui apresentados têm o objetivo de proporcionar apenas amostras dos cantos litúrgicos suficientes para os que desejam aprender e cantar nas liturgias. As músicas completas poderão ser adquiridas em estabelecimento que comercialize músicas católicas ou pela internet nos sites especializados.


ENTRADAVídeo ou mp3PartituraCifraIndicação
A morte já não mata maisVídeoPartituraCifra1
SALMO RESPONSORIAL
Felizes os de coração puroVídeoPartituraCifra1
ACLAMAÇÃO
Aleluia! É esta a vontade de quem me enviouVídeoPartituraCifra1
OFERENDAS
A vida dos justosVídeoPartituraCifra1
Os olhos jamais contemplaramVídeoPartituraCifra4
COMUNHÃO
Bem aventurados os que tem um coração de pobreVídeoPartituraCifra1
Quem habitará na tua casaVídeoPartituraCifra1
Todo aquele que crê em mimVídeoPartituraCifra3
OUTROS
A vida pra quem acreditaVídeoPartituraCifra4

Indicações:
1. Folhetos litúrgicos de circulação nacional.
3. Diocese de Colatina – ES.
4. Arquidiocese de São Paulo – SP.



Disponibilizado originalmente no site Meritocat